Aconteceu
Mulher foi obrigada a cavar a própria cova em praia no sul do Brasil
O assassinato teria sido motivado por supostamente a vítima ter contado a outras pessoas sobre envolvimento de suspeito no tráfico

Publicado em 04/12/2021 20:12

Foto/Reprodução


Amanda Albach, 21 anos, foi coagida a cavar a própria cova antes de ser baleada e morrer em uma praia de Santa Catarina, segundo um dos suspeitos. Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (3/12), a Polícia Civil respondeu algumas perguntas a respeito do crime chocante e confirmou a versão de um dos três suspeitos presos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A jovem desapareceu no dia 15 de novembro e foi encontrada enterrada na Praia do Sol, em Laguna, no Sul de SC.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Bruno Fernandes, Amanda morreu por volta das 22h do feriado da Proclamação da República, 15 de novembro. Ela estava hospedada na casa dos suspeitos, dois homens e uma mulher, na praia Itapirubá Norte, limite entre Laguna e Imbituba.

Ainda conforme a polícia, no domingo, dia 14, ela foi para uma festa em um beach club na praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis. Na segunda, dia 15 de novembro, voltou para a praia no Sul do Estado e foi morta a tiros por um dos suspeitos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, Bruno Fernandes, relata que o suspeito confessou ter levado a vítima para o local do crime e efetuado dois disparos.

O delegado-geral da Polícia Civil do estado, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, destacou o trabalho realizado pela Polícia Civil e parabenizou os agentes pelo empenho no caso. “As prisões foram realizadas a partir de um trabalho muito bem feito, de excelência, dos policiais”, disse ele.

As investigações do caso ainda prosseguem.

Corpo de jovem foi localizada em uma praia de Laguna, no Sul catarinense — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Corpo de jovem foi localizada em uma praia de Laguna, no Sul catarinense — Foto: Polícia Civil/Divulgação

 

Desaparecimento

Nas redes sociais de Amanda foi publicada no dia 13 de novembro uma foto na Praia do Canto, em Imbituba, no Sul catarinense.

Segundo o advogado da família Michael Pinheiro, o último contato feito pela jovem foi durante a noite de 15 de novembro.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Amanda deixa uma filha de 2 ano. A jovem veio até Santa Catarina com um casal de amigos para passar o feriado.


COMPARTILHAR NO WHATSAPP