Saiba
Veja como foram as agressões de Jairinho a Henry segundo relatos da babá para Monique
A conversa foi recuperada graças a um software israelense e ajudou a polícia nas investigações

Publicado em 14/04/2021 08:38

Conversas foram reveladas depois que os investigadores apreenderam os telefones dos envolvidos | Foto: Divulgação / Polícia Civil do RJ / CP


Do G1 - O novo depoimento de Thayná Ferreira, babá de Henry Borel, sobre supostas agressões de Dr. Jairinho contra o menino, trouxe mais detalhes da tarde de 12 de fevereiro. Naquele dia, teria havido uma sessão de tortura, segundo o narrado por Thayná à mãe do garoto, Monique Medeiros, via WhatsApp.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A conversa foi recuperada graças a um software israelense e ajudou a polícia nas investigações. A 16ª DP (Barra da Tijuca) afirma que Jairinho é o assassino de Henry e que Monique foi conivente.

Com base no segundo depoimento e nos prints extraídos, o G1 reproduziu o que, na versão da babá, aconteceu naquela tarde.

Antes de apanhar, Henry foi abraçar o padrasto. Quando Jairinho saiu do apartamento, Henry contou tudo à mãe por chamada de vídeo, e depois o vereador, exaltado, gritou para o enteado na frente de Thayná.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O depoimento de Thayná sobre a morte de Henry Borel — Foto: Wagner Magalhães e Anderson Cattai

O depoimento de Thayná sobre a morte de Henry Borel — Foto: Wagner Magalhães e Anderson Cattai

 


COMPARTILHAR NO WHATSAPP