Brasil
'Justiça é o que eu mais quero', diz mãe de transexual achada morta em SP
Corpo de Milena Massafera, de 34 anos, foi encontrado pela mãe e por amigos no último fim de semana. Polícia Civil investiga o caso e ainda não encontrou nenhum suspeito do crime.

Publicado em 15/04/2021 11:03 - Atualizado em 15/04/2021 11:03

Foto/Reprodução


Do G1 - Mãe da transexual Milena Massafera, cujo corpo foi encontrado no último fim de semana em Ribeirão Preto (SP), a dona de casa Maria José da Silveira Vieira, de 62 anos, quer acompanhar de perto a investigação sobre a morte da filha.

"Justiça é o que eu mais quero, porque o que fizeram com minha filha foi muito horrível. Foi uma morte com ódio, com raiva", diz.

Milena, de 34 anos, foi encontrada morta no sábado (10), no apartamento onde morava na Vila Tibério, na zona Oeste. O caso é apurado pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), que procura elementos que possam ajudar a identificar o autor do crime.

"Está todo mundo revoltado. E é para estar, né? Uma coisa dessa é absurda. Ela era muito querida. O pessoal era muito amigo dela. Ninguém está acreditando", diz.

Um dia antes de Milena ter sido encontrada morta, o corpo de uma travesti foi encontrado em seu apartamento no bairro Parque Avelino Alves Palma. A Polícia Civil também investiga o assassinato e, apesar das circunstâncias semelhantes, trabalha com a hipótese de que os casos não têm ligação.

A transexual Milena Massafera foi achada morta dentro de casa em Ribeirão Preto — Foto: Acervo pessoal

A transexual Milena Massafera foi achada morta dentro de casa em Ribeirão Preto — Foto: Acervo pessoal

 

 

Saudade

Entre os quatro filhos, Maria José relata que Milena era a mais próxima dela. Apesar de não viverem na mesma casa, estavam em contato diariamente, por telefone, e se encontravam presencialmente aos finais de semana.

"Não tenho mais vontade de nada. Não consigo comer, não sinto gosto da comida, não consigo dormir. Meu marido ficou um dia sem trabalhar, mas já teve que voltar, porque não tem jeito", diz.

Maria José relata ainda que Milena era quem lhe ajudava financeiramente, já que, por nunca ter trabalhado com carteira registrada, ela não conseguiu se aposentar, e o salário do marido, que trabalha como pedreiro, não supre todas as necessidades da casa.

"Os outros filhos têm família, o dinheiro é pouco, o serviço está difícil, então ela me ajudava. Tudo que tenho em casa – sofá, cama, armário – foi ela que comprou. É muito difícil para mim, porque ela era muito carinhosa. Tem filho que faz malcriação, mas ela nunca fez", diz.

Milena Massafera foi achada morta dentro do apartamento onde morava em Ribeirão Preto (SP) — Foto: Arquivo pessoal


COMPARTILHAR NO WHATSAPP