Atenção
Saiba como contestar reprovação do auxílio emergencial de R$ 600
Caixa afirma que negativas são avaliadas pelo Ministério da Cidadania e revela que é possível contestar a reprovação apenas uma vez

Publicado em 27/05/2020 18:51

Foto/Reprodução

Do R7 - Os brasileiros que tiveram o nome negado para o recebimento do auxílio emergencial de R$ 600 podem contestar a reprovação ou realizar uma nova solicitação, afirmou a vice-presidente de governo da Caixa, Tatiana Thomé, nesta quarta-feira (27).

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

De acordo com Tatiana, não cabe ao banco estatal analisa a elegibilidade dos cadastros. "Os motivos são dados pelo Ministério da Cidadania e a Caixa só executa", disse ela, que destacou a possibilidade de contestar a negativa apenas uma única vez. 

Aparecem entre os motivos que permitem a contestação as negativas com a apresentação de que os beneficiários têm algum vínculo empregatício inexistente e em casos de óbito de membros da família.

 

O recebimento regular de benefícios do INSS ou seguro-desemprego e renda familiar superior a três salários mínimos por pessoa também motivam a negativa da aprovação.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Passo a passo

- Acesse o App Auxílio Emergencial.

- Selecione a opção “acompanhe sua solicitação”.

 

- Informe seus dados cadastras (CPF, nome, data de nascimento e nome da mãe), conforme consta no sistema da Receita Federal.

- Ao ser revelada a negativa, é possível clicar em “realizar nova solicitação” para corrigir dados ou “contestar” o motivo da reprovação.

Nova solicitação

- Caso opte pela nova solicitação, basta preencher novamente todos os dados e voltar para análise do Detaprev.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Contestação

- Se a opção for pela contestação, o beneficiário terá que concordar com o fato de que só poderá contestar a negativa uma única vez.

- É necessário comprovar que as informações são verdadeiras e será indicado que a solicitação está em reanálise.


COMPARTILHAR NO WHATSAPP