Saiba
Oito alimentos que ajudam a deixar o abdomên travado

Publicado em 15/09/2020 13:16

Foto/Reprodução


Do Metropoles - Além de cortar as guloseimas do cardápio, quem deseja emagrecer deve incluir na dieta alimentos termogênicos e ricos em nutrientes, capazes de acelerar o metabolismo e manter o corpo saciado por muito mais tempo. A nutróloga Marcella Garcez, diretora da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), listou os oito melhores insumos com essas propriedades para adicionar à dieta já e, assim, encurtar o caminho até o corpo perfeito.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Fermentados

Kombucha, kefir e iogurte sem açúcar são exemplos de fermentados. Ricos em probióticos, esses alimentos facilitam a digestão e melhoram a saciedade. “Uma boa dica é mergulhar suas frutas favoritas em iogurte grego ou kefir para uma alternativa saudável de sobremesa”, aconselha a médica.

Salmão selvagem

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A especialista revela que o salmão selvagem é uma ótima opção de proteína. “As gorduras boas do peixe ajudam a manter o corpo saciado por mais tempo, enquanto suas proteínas auxiliam na construção de massa muscular magra, que turbina o metabolismo e queima gordura até em repouso”, explica.

Abacate

A gordura boa do abacate também ajuda o corpo a queimar o “pneuzinho”. “A fruta é cheia de gorduras, fibras e antioxidantes saudáveis. Além de ajudar na saciedade, impede a retenção de água e o inchaço”, diz Marcella. O magnésio do abacate é outro ponto positivo da fruta. “O magnésio é crucial para a perda de peso, porque ativa centenas de enzimas que controlam a digestão, absorção e utilização de proteínas, gorduras e carboidratos”, elucida a profissional. Segundo ela, uma boa alternativa é trocar a manteiga do pão ou da torrada no café da manhã por abacate batido.

 
 Ovos

Se você pensa que os ovos fazem mal à saúde, é hora de reavaliar seus conceitos. “Os ovos são uma das melhores fontes de proteína para queimar gordura e acelerar o metabolismo”, informa a nutróloga. E não jogue a gema fora: “Ela é rica em colina, um nutriente benéfico para emulsionar e digerir gorduras. A colina também ajuda na desintoxicação do fígado e beneficia pessoas com fígado lento ou ‘fígado gorduroso’, condição frequentemente associada ao ganho de peso e obesidade”.

Nozes e sementes

Também ricas em magnésio, as nozes e sementes cruas, como amêndoas e sementes de abóbora, contêm gorduras saudáveis que podem reduzir a gordura abdominal. “Elas também são uma grande fonte de ácidos graxos, essenciais para combater a inflamação, incluindo ômega 3 e gorduras monoinsaturadas”, diz a médica, afirmando que as amêndoas são uma ótima opção de lanche pré-treino.

Vegetais verde escuros

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Verduras folhosas escuras, como couve, acelga e espinafre, são ricas em magnésio, fibras e nutrientes. “Cheias de ferro, essas folhas ajudam o corpo a treinar melhor, além desenvolver músculos mais rápido”, declara Marcella. Se tiver dificuldade de ingerir as folhas verdes, experimente usá-las em smoothies, ensopados ou omeletes.

Especiarias

A pimenta caiena tem níveis consideráveis de capsaicina, composto que provoca queima de gordura da barriga e aumenta a capacidade do corpo de converter alimentos em combustível. Dica: misture salsa, pimentão assado ou a pimenta caiena com um pouco de cottage, transformando o queijo em uma refeição excepcional para o emagrecimento.

Leguminosas

Elas incluem feijão, ervilha e lentilha. “Leguminosas fornecem combustível abundante para nossa microbiota, o mundo diversificado de micróbios que residem no sistema gastrointestinal. Elas são altamente nutritivas e, mais importante, ricas em fibras”, resume a médica. Ela aconselha adicionar homus, feito de grão de bico, a uma torrada de abacate para uma refeição que inclui os macronutrientes principais: carboidrato, gordura e proteína.

Por fim, a médica salienta a importância de procurar uma ajuda profissional antes de ajustar a dieta. “O mais importante para o emagrecimento sadio é o déficit calórico sem muitas restrições, para não diminuir o metabolismo e causar um efeito sanfona depois. Procure ajuda profissional e evite esses problemas”, finaliza.


COMPARTILHAR NO WHATSAPP