Descubra
Isto é o que acontece com o corpo da mulher durante o parto normal e muitas não sabem
A verdade é que muitas mulheres têm um pouco de medo do parto normal

Publicado em 27/05/2020 18:46

Foto/Reprodução

1 News - A maternidade é um momento especial e aguardado ansiosamente por muitas mulheres. Desde a descoberta da gravidez, as futuras mamães se preocupam com o parto. A opção mais indicada é geralmente o parto normal, desde que a mãe o bebê não corram nenhum risco.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A verdade é que muitas mulheres têm um pouco de medo do parto normal. Talvez isso aconteça, porque não têm conhecimento de como ocorre. O parto normal é aquele que acontece de forma natural. O bebê nasce passando pelo canal vaginal, depois que a mãe entra em trabalho de parto e tem dilatação suficiente para a passagem da criança. 

O parto normal tem muitos benefícios para a mulher, entre eles estão chances menores de infecção, hemorragia, lesão de órgãos – já que não é um procedimento cirúrgico, como no caso de uma cesariana. Além disso, a recuperação do parto normal é bem mais rápida e menos dolorida. Outra vantagem é que o útero volta mais rápido ao tamanho normal. 

 
 

O parto normal também atua na liberação de ocitocina, hormônio importante para a contração do útero e descida do leite. A perda sanguínea também é menor do que numa cesárea. No parto normal, a mulher perde em torno de meio litro de sangue. Já na cesariana, a perda sanguínea pode chegar a aproximadamente 1,5 litro.
Entenda as fases e o que acontece com o corpo da mulher na hora do parto normal.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

 

Pré-parto

Nessa fase a mulher tem as contrações de forma irregular e desordenada. A intensidade também é moderada, podendo ter intervalos de 0 a 20 minutos. A fase pode ter duração de uma hora ou até mesmo de alguns dias.

Fase latente

Nessa etapa, as contrações começam a ser mais regulares, mais intensas e duradouras, com intervalos que aumentam de forma progressiva de 5 a 10 minutos. A dilatação pode evoluir entre 1 e 4 centímetros. O tempo de duração médio é de 2 a 6 horas.

Fase efetiva ou ativa

As contrações ficam mais fortes e tem uma duração mais longa, intervalos de 2 a 5 minutos. A bolsa pode se romper e a dilatação fica entre 5 a 7 centímetros. Essa fase pode durar cerca de 2 a 3 horas.

Fase de transição  

É marcada por contrações intensas que ficam desordenadas, os intervalos ficam entre 2 a 3 minutos. A dilatação média chega de 7 a 10 centímetros. Nesta fase, a mulher já sente a pressão e começa a fazer força. O período de duração é de aproximadamente duas horas.

Expulsão  

Quando a dilatação chega ao ápice, o bebê desce pelo canal do parto. Nesta etapa, as contrações chegam a sua maior intensidade, podendo durar entre 40 minutos a três horas. Logo após o nascimento, as dores cessam quase instantaneamente e, tudo correndo bem, a mamãe já pode segurar seu filho nos braços e amamentar.


COMPARTILHAR NO WHATSAPP