Brasil
Polícia investiga uso de três facas em morte de atriz de filmes adulto

Publicado em 11/09/2020 18:46 - Atualizado em 11/09/2020 18:46

Foto/Reprodução


Da Época/Globo - A Polícia Civil do Rio está concluindo o inquérito que investiga a morte de Luane Honorio de Souza, de 28 anos. A atriz pornô conhecida como Aline Rios foi agredida, apedrejada e esfaqueada no pescoço por Vitória Roberta Alves da Silva, de 18, no dia 23 de maio, ficou internada 98 dias e faleceu na última semana. As duas eram amigas e moravam havia cinco dias em uma casa da família de Luane, em Nilópolis, na Baixada Fluminense.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia Tambem: Perca 3 quilos em menos de 1 semana com a dieta do abacaxi

No local, foram encontradas três facas quebradas que teriam sido usadas no crime e estão sendo periciadas.

De acordo com o delegado José de Moraes Ferreira, titular da 57a DP (Nilópolis), o crime aconteceu durante a madrugada. Mesmo ferida, Luane conseguiu ir caminhando até a rua e pedir socorro.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia Também:   Precisando de dinheiro? 9 dicas para fazer um empréstimo pessoal online seguro

Ela foi levada a pé por um homem até a UPA de Mesquita. De lá, foi transferida para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias. Na unidade, passou por uma cirurgia para reconstrução da traqueia, sofreu paradas cardíacas e foi para o CTI. Ela tinha ferimentos profundos também na cabeça e no rosto.

Segundo os depoimentos, Luane e Vitória se conheceram em Nilópolis há alguns anos. Em 2018, a atriz já havia sido agredida pela jovem, que tem uma anotação criminal por roubo na adolescência. “A Luane soube que a Vitória estava numa condição difícil, com dois filhos pequenos, e quis ajudar. Por isso, a levou para morar com ela. Mas ela já apresentava comportamento agressivo e nós tentamos alerta-la sobre isso, mas não adiantou”, disse a empresária Marcele Tolentino, de 39 anos, tia da atriz.

Luane Honorio de Souza, de 28 anos, que foi agredida, apedrejada e esfaqueada Foto: ReproduçãoLuane Honorio de Souza, de 28 anos, que foi agredida, apedrejada e esfaqueada Foto: Reprodução

Na delegacia, Vitória assumiu o crime, mas disse ter agido para se defender.

Ela está sendo indiciada por homicídio provocado por emprego de arma branca e sua prisão será pedida ao Poder Judiciário na próxima semana.


COMPARTILHAR NO WHATSAPP