Saiba
Microempreendedor Individual: Saiba como obter um empréstimo para o MEI

Publicado em 03/06/2020 14:27

Foto/Reprodução


Microempreendedor Individual – MEI – que tem interesse em obter um empréstimo financeiro deve realizar, antes de tudo, uma pesquisa prévia sobre as opções do mercado.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Diferentes bancos, financeiras e fintechs, possuem diferentes condições, exigências, parcelas e taxas de juros. Possuir um CPNJ como MEI, além de formalizar sua atividade, permite acesso à algumas vantagens, como maior facilidade para conseguir crédito junto aos bancos e instituições financeiras com condições especiais.

Para começar, vale lembrar que por trás de todo MEI há uma pessoa física. E ao se optar por obter um empréstimo, deve-se analisar também as opções oferecidas para esse público.

As vezes as condições são mais vantajosas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nós do Conexão Financeira ajudamos você, MEI, a encontrar às melhores opções de crédito para sua micro empresa, seja através de seu CNPJ ou de seu CPF.

Crédito MEI – conheça as ofertas

Análise de Crédito MEI

Assim como nas operações de crédito pessoal, a análise de crédito e o cálculo de taxas de juros dependem de diversas informações disponibilizadas por você.

Dados pessoais, valor solicitado e número de parcelas são algumas das informações solicitadas. Toda avaliação será realizada conforme a política de crédito da instituição financeira e a aprovação do crédito pode acontecer em uma instituição e não em outra.

Lembre-se que cada instituição tem suas regras próprias – e aqui vale o reforço para que se pesquise antes de escolher por tal oferta.

 

É importante citar que na análise de crédito MEI, um dos principais fatores analisados é o histórico do CPF do sócio da microempresa.

Um CPF problemático dificulta, muito, a obtenção de um crédito no CNPJ. O próprio SEBRAE publicou uma pesquisa recente informando que de cada 10 micro e pequenas empresas que tentaram empréstimos no Brasil nos últimos meses, 6 tiveram o pedido negado por problemas de crédito.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Assim como no empréstimo pessoal, o atraso ou não pagamento de prestações do contrato pode ter conseqüências legais, tais como a inclusão do nome da empresa nos cadastros dos órgãos de proteção ao crédito, o protesto de títulos e o ajuizamento de ações de cobrança.

Apesar de existirem linhas específicas para o MEI, não quer dizer que o crédito é automático e garantido.

Além dos procedimentos da instituição financeira e de suas condições gerais de financiamento, você deve ter seu CNPJ MEI legalizado e em dia com o governo, principalmente com os impostos em dia.

Valores possíveis do Empréstimo MEI

O crédito oferecido para o MEI não costuma ultrapassar R$ 20 mil na maioria das instituições financeiras.

Apesar de muitas instituições financeiras não trabalharem com empréstimo para MEI, muitas pessoas utilizam o empréstimo pessoal para abrir pequenos negócios.

Em alguns casos, quem oferece o recurso pede que se comprove que o dinheiro será usado para as atividades da sua empresa.

Existe a possibilidade de solicitar valores mais altos, mas nesses casos, pode haver a exigência de garantias. Tais garantias podem ser um veículo, um imóvel ou valores a serem recebidos de vendas futuras de cartão de crédito, por exemplo.

Caso haja a inadimplência por parte da MEI, a financeira pode executar as garantias, e ficar de posse dos bens.

O valor também pode variar se aquele é o primeiro empréstimo que está sendo adquirido com aquele banco ou instituição.

Como em todo relacionamento financeiro, após pagar o primeiro empréstimo, você cria uma relação de confiança com a instituição conseguindo acessar valores maiores no futuro – e talvez com condições melhores.

Opções de Empréstimo para MEI

Os bancos tradicionais são os principais ofertadores de crédito para os MEIs. Mas também são os mais exigentes.

 

Se você tiver dificuldade para providenciar documentos ou encontrar bancos que emprestam a quantidade de dinheiro de que precisa, vale a pena analisar a possibilidade de se solicitar um empréstimo online.

As taxas e juros desses empréstimos, inclusive, costumam ser menores, já que estas instituições aceitam correr mais risco e não possuem toda a estrutura de custos dos grandes bancos.

Para não ter dor de cabeça, você deve procurar as instituições financeiras regularizadas pelo Banco Central.

Estas podem ser bancos privados, bancos públicos, organizações sociais, fintechs ou cooperativas de microcrédito. A maioria dos bancos exige que o MEI abra uma conta no próprio banco, mas não é uma regra.

Novamente reforçamos a sugestão de se pesquisar as ofertas e lhe ajudamos nessa atividade: Conheça as opções de crédito para MEI

Leia reportagem completo direto do Jornal Contábil


COMPARTILHAR NO WHATSAPP