Condenado
Sikêra Jr é condenado a pagar R$ 30 mil a modelo trans e pede ajuda à igreja

Publicado em 08/08/2020 10:32

Foto/Reprodução


Sikêra Jr., apresentador fenômeno de Audiência da RedeTV!, foi condenado a pagar R$ 30 mil de indenização a transexual Viviany Beleboni.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Ela gerou polêmica em 2015 por representar Jesus Cristo crucificado em uma encenação durante a Parada do Orgulho LGBT (Lésbica, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais).

O apresentador do Alerta Nacional utilizou a imagem da transexual ao tratar de um crime cometido por um casal de mulheres lésbicas que matou o filho Rhuan. Além disso, Sikêra afirmou “isto é um lixo, uma bosta, uma raça desgraçada”, em seu programa.

No processo, Sikêra defendeu-se dizendo que em momento algum quis compará-la às assassinas e que “apenas emitiu opinião sobre movimentos que, como a Parada Gay e seus adeptos, tratam com chacota os símbolos do cristianismo”.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Ao sair desfilando vestida de Jesus Cristo, deveria ter previsto que tal manifestação chocaria a sociedade”, disse a advogada de Sikera.

O magistrado responsável pela sentença, Sidney da Silva Braga, afirmou em sua decisão que ficou demonstrado que Sikêra se utilizou da transexualidade e da imagem da modelo para associá-la à prática de um crime. “O fato de a autora ser artista reconhecida não autoriza que possa ter sua imagem exposta sem autorização e ser chamada de ‘raça desgraçada’ em contexto de crítica à prática de um crime que com ela não tem qualquer relação”, diz a sentença.

Além da indenização, o magistrado também determinou que a imagem da modelo seja retirada da reportagem sobre o crime, que foi postada no YouTube. A decisão é passível de recurso.

Sikêra comenta

No Alerta Nacional desta sexta, Sikêra Jr comentou a derrota na Justiça e pediu apoio das igrejas cristãs. Ele alegou estar defendendo "o senhor Jesus Cristo" como justificativa para ofender a modelo que representou a crucificação na Parada LGBT.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Neste momento, eu me sinto só. Eu fui o único na televisão brasileira a denunciar essa palhaçada que fizeram com a imagem do meu senhor Jesus Cristo. Eu fui o único que botei minha cara a tapa. Eu preciso do apoio do Brasil, senão vão engolir a gente mais uma vez. Eu preciso do seu apoio, da Igreja Católica, da igreja evangélica, ecumênica, budista, enfim, eclesiástica! Eu preciso da sua ajuda, eu preciso da sua força agora. Agora é a hora da união de quem acredita em Jesus Cristo!", suplicou o apresentador.

Sikêra ainda rogou praga contra Viviany Beleboni: "E você que fez isso, o seu chega, pode ter certeza, e não vai partir de mim e de nenhum ser humano. você vai receber o seu na hora certa. E você vai perguntar: 'Por quê? Eu só prego o amor!'. Aguarde!".

Do Na Telinha

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -


COMPARTILHAR NO WHATSAPP